06/09/2017 às 15:09 - Atualizado em 06/09/2017 às 15:12

Comércio e serviços impulsionam crescimento do PIB no segundo trimestre do ano

Divulgação

Os setores de comércios e serviços foram o que impulsionaram a alta de 0,6% do PIB brasileiro no segundo trimestre do ano. A estimativa é da CNC e tem como base os dados do IBGE.

Dentre os dois setores, o de serviços foi o que mais se destacou. Este setor corresponde hoje a 75% do emprego formal e 73% do valor adicional aos preços básicos e deve ser o impulsionador da melhorar o cenário econômico do Brasil a curto e médio prazo.

“O setor de serviços auferiu seu melhor desempenho desde o terceiro trimestre de 2013, também +0,6%”, diz Fabio Bentes, economista-chefe da CNC. Bentes acredita que ainda é cedo para apontar um cenário de crescimento contínuo nos próximos meses.

Comércio

Outro setor que cresceu foi o comércio, que quebrou um ciclo de nove trimestres consecutivos de quedas com alta de 1,9%. Dentre os motivos para crescimento estão a regeneração parcial das condições de consumi, queda dos juros e da inflação, além dos saques das contas inativas do FGTS.

“Apesar de baixas, as taxas de crescimento deverão ser suficientes para garantir um resultado de leve crescimento da economia brasileira após dois anos de quedas acentuadas do PIB. Mesmo que a economia nada cresça na segunda metade do ano, um cenário pouco provável, os avanços do primeiro semestre já garantiriam uma variação positiva de 0,5% para 2017”, completou por nota Fabio Bentes.

A instituição mudou a previsão de crescimento da economia brasileira em 2017 foi de 0,6% para 0,8%.

Fonte: No Varejo (https://goo.gl/Xk3ocp)

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista do Estado do Tocantins

  • Endereço:
    Rua D - Qd. 10 - Lt. 1 a 5 - Nº 109 - Setor Eng. Waldir Lins
  • CEP: 77423-030
  • Processo: 426
  • Telefone(s):(63) 3312-1285
    Fax:(63) 3312-1285
  • Email contato: sicovarto@gmail.com
  • Presidente:
    ITELVINO PISONI